Uma economia robusta e dados demográficos de locatários ideais coloca Dallas no topo

Um conjunto variado de indústrias tem experimentado um crescimento explosivo de empregos na área metropolitana de Dallas-Fort Worth desde a pandemia, incluindo os setores tecnológico e imobiliário. Juntando-se a isso um perfil demográfico extremamente favorável, não é de se surpreender que Dallas levou o primeiro lugar da nossa lista de melhores mercados multifamily no segundo trimestre de 2022, conforme determinado pela nossa ferramenta exclusiva de modelagem de dados, o CONTI Index.

Um mercado de trabalho excepcionalmente resiliente

Dallas-Fort Worth é um ótimo lugar para encontrar um emprego como analista financeiro, ou de agente de seguros, ou até de engenheiro de telecomunicações. Há uma abundância de vagas disponíveis para a criação de software, construção de sistemas de computadores ou tratando pacientes. O emprego em depósitos e em restaurantes aumentou, assim como em escritórios. O ponto crucial disso é, enquanto algumas áreas metropolitanas principais dependem intensamente de uma indústria principal – manufatura de automóveis em Detroit, lazer e hotelaria em Orlando, petróleo em Houston etc. – o mercado de trabalho de Dallas é robusto em frentes múltiplas, fazendo do trabalho uma coluna da economia local especialmente robusta. É esta estabilidade que faz de Dallas um dos mercados de trabalho mais sólidos dentre todas as áreas metropolitanas em que monitoramos, superada somente por Nashville.

A área metropolitana expandiu seu mercado de trabalho com 275.800 empregos adicionais no ano passado – um valor de crescimento estonteante de 7,4%, de acordo com a CoStar. DFW está entre as áreas metropolitanas do Sun Belt onde o mercado de trabalho recuperou-se rapidamente da crise econômica causada pela pandemia da COVID-19. Dallas conta com 155.000 vagas de emprego acima dos níveis de pré-pandemia. Um ambiente extremamente favorável aos negócios possivelmente contribuiu para esta recuperação rápida.

A área de DFW tem continuado a atrair grandes empresas através das políticas estaduais que favorecem as empresas, custos relativamente baixos e população abundante de trabalhadores bem qualificados. Mais recentemente, foi reportado que Wells Fargo está planejando construir um projeto colossal em Irving que poderia acomodar até 4.000 trabalhadores. Eles se juntarão a Caterpillar, cuja liderança anunciou em junho que estarão transformando seus atuais escritórios em Irving em sua sede. Outras corporações importantes que recentemente fincaram raízes em Dallas incluem AECOM, MD7 LLC, Charles Schwab, JP Morgan, McKesson Corp., USAA e Liberty Mutual, entre outras.

O setor tecnológico, incluindo desenvolvimento de software, processamento de dados e criação de sistemas para computador, adicionaram mais 29.000 vagas desde o início de 2020 até o T2 de 2022, ou seja, 17% de crescimento. Dallas também atingiu um crescimento no setor de escritórios de 10%, classificando Dallas na 3ª posição dentre as 50 principais áreas metropolitanas, de acordo com Oxford Economics. Espera-se que o crescimento do setor de escritórios de Dallas até 2026 posicione-a entre as 10 principais áreas metropolitanas dos E.U.A.

É significante perceber que as indústrias em crescimento da área metropolitana estão ligadas intimamente com o crescimento na demanda por apartamentos de alto padrão (Classe A). Como já afirmamos anteriormente, os trabalhos de escritórios são críticos para a demanda de apartamentos de alto padrão porque eles remuneram bem, relativo a outros tipos de empregos.

Um grande grupo de locatários em potencial

Dallas não é simplesmente uma das maiores áreas metropolitanas do país – sua população está expandindo em um ritmo promissor. A taxa de crescimento populacional de Dallas deixou muitas outras áreas metropolitanas dos E.U.A. para trás, de acordo com nosso subíndice na categoria de Destino Demográfico. A população aumentou em 1,2% desde o início de 2021 até o T2 de 2022, sendo que a migração interna é a responsável por esse aumento. Essa tendência forte de migração interna alimenta a demanda significante da área metropolitana por moradia.

Porém, não são somente o crescimento e a migração interna que importam ao medirmos a demanda por apartamentos. Dallas bateu o record no quesito de formação de famílias e dentro do subgrupo da população de “locatários ideais” (idades entre 20 e 34) o qual a CONTI tem preferência. Particularmente, a idade mediana de DFW é mais jovem do que a idade mediana dos E.U.A. A CONTI procura mercados onde uma boa fatia da população é feita por jovens profissionais como uma medida de demanda por apartamentos Classe A.

Esperamos que o crescimento da população de Dallas seja de 1,2% anualmente até 2026, comparado com os 0,5% projetados anualmente para os E.U.A. durante este mesmo período. Espera-se que uma saudável migração interna continue a ocorrer.

O Índice da CONTI mede mais de 400 indicadores de ponta, ajudando-nos a selecionar locais para potenciais aquisições. A área metropolitana de Dallas-Fort Worth continuará a ser de grande interesse para os nossos profissionais de aquisição conforme tomamos decisões de investimentos.